telefone

+55 (41) 3668 7782

|  Comercial: +55 (11) 93414-7700

Compartilhe:

Transformando Desafios em Soluções: a jornada de sucesso da Berry Global com a Executiva Outsourcing

Por: Executiva Outsourcing | 26/02/2024

Categoria: Institucional

Transformando Desafios em Soluções: a jornada de sucesso da Berry Global com a Executiva Outsourcing

A capacidade de abertura para o diálogo, a colaboração estratégica e a inovação são capazes de transformar desafios operacionais das organizações em verdadeiras histórias de sucesso.

Prova disso é a parceria na área de Gestão de Terceiros entre a Executiva Outsourcing e a Berry Global, multinacional americana que é líder mundial em design e engenharia de produtos plásticos, com fábricas no Brasil em Pouso Alegre (MG), São José dos Pinhais (PR) e Jundiaí (SP).

Iniciada em 2019 e aprofundada a partir de 2021, essa aliança começou em um momento de transição crítica para a Berry Global, que buscava aprimorar sua Gestão de Terceiros devido ao atendimento insatisfatório da prestadora de serviços anterior.

“Cheguei na Berry Global em dezembro de 2019, nesse processo de transição. A partir de então, passamos a implementar o SG3 em nível nacional, principalmente em São José dos Pinhais e Pouso Alegre”, relembra o Gerente de EHS da companhia, Samuel Martins. 

 

Dificuldades iniciais

 

De acordo com o executivo, no início, houve algumas dificuldades de alinhamento de parte da própria empresa, uma vez que o contrato foi negociado em São José dos Pinhais e a companhia só conseguiu identificar que o sistema havia mudado quando o anterior parou de funcionar na portaria. “No começo foi muito na dor, porque os fornecedores precisavam entrar na empresa e nós ainda estávamos tentando entender o sistema em razão dessa transição”, explica.

Contudo, os desafios iniciais de alinhamento e compreensão do novo sistema não desencorajaram as equipes. Pelo contrário, incentivaram um compromisso mais profundo com a solução oferecida pela Executiva Outsourcing. 

 

Necessidade de conformidade

 

“Esse comprometimento foi reforçado pela crescente necessidade de conformidade com a proteção de dados trazida pela LGPD e o controle rigoroso da documentação de terceiros, essenciais para garantir o acesso seguro às instalações industriais”, complementa Martins.

Segundo o Gerente da Berry Global, a verdadeira virada de jogo veio com a capacidade da Executiva Outsourcing de não apenas entender, mas também antecipar e criar soluções para as demandas específicas da companhia. 

 

Flexibilidade e inovação

 

Seja na liberação ágil de trabalhadores para tarefas de manutenção urgentes ou na integração de processos financeiros para evitar discrepâncias de cobrança, a Executiva mostrou uma flexibilidade e inovação notáveis. “O desenvolvimento de um link dedicado que informa os documentos necessários para cada atividade e permite apenas a liberação de funcionários devidamente qualificados exemplifica a eficiência dessa parceria”, ressalta Martins.


Além das soluções técnicas, a colaboração entre as duas empresas se aprofundou em níveis operacional e cultural. Nesse sentido, a parceria assumiu um papel ativo na educação dos gestores da Berry Global, desmistificando a percepção de que a Gestão de Terceiros seja, exclusivamente, uma responsabilidade da área de Saúde e Segurança (HS). 

 

Compreensão interna

 

Na avaliação do Gerente de EHS da Berry Global, essa abordagem educativa promoveu uma mudança cultural significativa, reforçando a importância da Gestão de Terceiros como um programa de controle do contratante, independentemente do setor que ele ocupa na organização. 

“A educação tem que partir da própria fábrica. Ou seja, se o seu supervisor não entendeu o papel da Executiva, o seu fornecedor também não irá compreendê-lo. A partir do momento em que os gestores entendem a importância dos processos, porque isso está evitando que eles corram riscos, fica tudo mais fácil. Compreender que o SG3 é um escudo, e não uma ferramenta de bloqueio”, exemplifica Martins.

 

Auditoria de terceiros 

 

O Gerente de EHS da Berry Global contou que, no atual momento, a demanda da companhia consiste em auditar todas as empresas terceiras que atendem à multinacional. “Eu passei para a Executiva todos os aspectos que preciso avaliar em relação a eles e a Executiva está trabalhando nesse escopo agora. Hoje, temos alinhado com a Executiva tudo o que envolve a Gestão de Terceiros, como a parte de documentação, liberação de trabalhos especiais, avaliação e controle de catraca.”

Conforme Martins, a própria Berry Global tem sido auditada pela Executiva Outsourcing. Incluímos nossos colaboradores no que diz respeito às liberações, ou seja, entramos também como uma empresa cliente. Ela fala, por exemplo: “seu mecânico está com os documentos em dia e pode trabalhar em altura. Ou, não pode, pois está com treinamento pendente”.

 

A importância da Uniex

 

Para o gerente de EHS da Berry Global, as ferramentas desenvolvidas pela Executiva Outsourcing voltadas à educação e treinamentos, como a plataforma Uniex, também contribuem consideravelmente para uma melhor compreensão de funcionários e terceiros. 

“Até brincamos com os funcionários aqui, que subir um documento no sistema é tão simples como eles publicarem uma foto em uma rede social. Tem vídeos curtos, de três minutos, para cada tipo de atividade, que se a minha filha de cinco anos assistir, ela conseguirá acessar e realizar a interatividade. Eu costumo falar com todos os gestores que o programa serve como um crivo entre os bons e maus fornecedores: a empresa que dá trabalho de cadastro no SG3 é a que também dará trabalho na emissão de nota, ficará te ligando de 15 em 15 minutos para saber o dia em que o pagamento cai (sendo que está tudo tabelado), etc. Basta acessar e consumir o conteúdo”, recomenda Martins.

 

Controle da gestão, de qualquer lugar

 

A facilidade para acessar o controle da Gestão de Terceiros é outro ponto destacado pelo executivo. “Hoje, de casa, se a gente quiser entender por que o funcionário foi bloqueado, a gente consegue. Facilita até a abertura dos usuários. Às vezes um terceiro está com alguma inconsistência no atestado. Daí vai até a empresa de saúde, que corrige o erro, e ele já envia uma foto através do smartphone, o que já propicia agilidade de liberação. Para nós também. Muitas vezes estamos no chão de fábrica e alguém nos contacta informando sobre algum bloqueio, e conseguimos checar no próprio telefone celular. Toda essa evolução constante que a Executiva apresenta – e cada ano tem uma novidade diferente e boa – é muito útil e facilita a nossa vida”, celebra.

 

Parceria estratégica

 

A história da parceria entre a Executiva Outsourcing e a Berry Global é um exemplo inspirador de como a colaboração, inovação e comprometimento mútuo podem superar desafios iniciais e conduzir a melhorias operacionais significativas

Este caso de sucesso ilustra o poder da parceria estratégica em catalisar mudanças positivas e duradouras dentro das organizações, estabelecendo um novo padrão para a Gestão de Terceiros na indústria.

Compartilhe:

Mais lidas de Institucional

depoimentos

Executiva Outsourcing participa de agenda de webinars da Associação Brasileira de Profissionais de RH

Transformando Desafios em Soluções: a jornada de sucesso da Berry Global com a Executiva Outsourcing

No Brasil, a Berry Global possui fábricas em Pouso Alegre (MG), São José dos Pinhais (PR) e Jundiaí (SP)/Foto: Ascom/Fiemg

Executiva Outsourcing reforça time comercial

O #TeamExecutivaOutsourcing está crescendo, e enfim demos as boas-vindas a novos profissionais que vão reforçar o alcance e a qualidade das estratégias comerciais da companhia.